terça-feira, 15 de maio de 2012

"Um Amor Quase Perfeito - Sherry Thomas"


Ficha Técnica de: Um Amor Quase Perfeito
Titulo original: Private Arrangements
Autor: Sherry Thomas
Data da Publicação: 05/2011
Editora: Quinta Essência
IBSN: 9789898228543
Páginas: 332
PVP (em euros): 15,50

"Para toda a sociedade de Londres, Lorde e Lady Tremaine tinham a situação ideal: um casamento assente na educação, cortesia e liberdade¿ sob todos os pontos de vista, um casamento perfeito. A razão? Durante os últimos dez anos, marido e mulher residiram em continentes separados. Mas por uma vez, as coisas para os Tremaine alteraram-se. Quando Gigi Rowland pôs pela primeira vez os olhos em Camden Saybrook, a atracção foi imediata e avassaladora. Mas o que começou com uma faísca de paixão terminou em traição na manhã a seguir ao casamento, e agora, Gigi quer ser livre para casar de novo. Quando Camden regressa da América com uma exigência chocante em troca da sua liberdade, a decisão de Gigi terá consequências que ela nunca imaginara, à medida que os segredos se revelam e o desejo se reacende, um dos casais mais admirados de Londres terá de se apaixonar de novo, ou separar-se para sempre."

 
Li tão boas críticas sobre este que livro que não resisti e tive do adquirir. Resultado? Estou satisfeitíssima, gostei bastante dele! A escritora tem outro livro editado em Portugal, “O Fruto Proibido”, o qual já está na minha lista de próximas aquisições.

Este livro foi uma agradável surpresa, não estava à espera de encontrar um livro tão cativante. 

Sou fã de personagens fortes e com carisma, por isso, gostei imenso desta personagem feminina, a Gigi, que para a sua época (passado e presente) era uma mulher independente, que sabe o quer, luta pelo que acha correcto e não tinha receito das observações alheias. No entanto, por amor, toma uma decisão que não se encontra dentro dos panoramas adequados da moralidade e que lhe irá custar a confiança do marido. Camden, por seu lado é um jovem lutador, inteligente e pragmático, que pensa demasiado com a cabeça deixando de lado o coração, por isso, de orgulho ferido sente que devido à “traição” da esposa se deve vingar. Estas atitudes custam a ambos 10 anos de separação, contudo, quando se reencontram todas as barreiras auto impostas são abaladas, culminando num jogo de gato e do rato, com vista o perdão unilateral.

Por fim, achei que é um livro com um enredo fantástico, que nos proporciona dois romances, o principal e um secundário, os cenários que vão de Inglaterra aos EUA, passando pelas invenções da época. Tudo isto, escrito de uma forma bastante leve  oferecendo uma leitura bastante refrescante e rápida.

Não dei nota máxima, pois considerei que o final foi um pouco repentino de mais e que podia ter sido mais alargado.

7 comentários:

  1. Tb gostei bastante!!! E agora queria ler o último que foi lançado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu ^^ se leres primeiro, quero saber a tua opinião ;)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Não, só li mesmo este. Já ouvi dizer que o "Fruto Proibido" não é muito bom :S

      Eliminar
  3. Pois, eu tb já ouvi dizer o mesmo, mas foi depois de o ter comprado... vamos ver! Agora estou a ler Madeline Hunter e para o ler, vou ter de intercalar dois livros com temas diferentes antes da leitura para tentar evitar fazer comparações...

    ResponderEliminar