sábado, 19 de janeiro de 2013

"Rosas", Leila Meacham



Ficha técnica de: Rosas
Titulo original: Roses
Autor: Leila Meacham
Data da Publicação: 10/2010
Editora: Quinta Essência
IBSN: 9789898228376
Páginas: 582
PVP (em euros): 17,90

“Uma saga épica de segredos, lutas de poder e paixões proibidas.

Abarcando grande parte do século XX, "Rosas" conta a história das poderosas famílias fundadoras da cidade de Howbutker, no Texas, e de como as suas histórias permaneceram entrelaçadas ao longo de três gerações.
Quando Mary Toliver, de dezasseis anos, herda do pai a plantação de algodão, surgem as primeiras sementes da discórdia. Ao tornar-se a nova dona de Somerset, Mary trai a mãe, Darla, e o irmão, Miles, e a dinastia Toliver nunca mais recupera.
E quando Mary e o magnata da madeira, Percy Warwick, decidem não casar, embora loucamente apaixonados, esta decisão irá ter consequências tristes e trágicas, não só para eles, mas para as futuras gerações das suas famílias.
Com desenvoltura e mestria, na tradição clássica de "Pássaros Feridos" e ao estilo de "E Tudo o Vento Levou", Leila Meacham oferece-nos um épico de três intrigantes gerações. Uma comovente história de amor, de luta e de sacrifícios com a nostalgia de um tempo em que a honra e as boas maneiras eram sempre a regra. Um livro para estimar e ler uma e outra vez.” 



Antes mais, quero agradecer à Catarina do Blogue Páginas Encadernadas, o empréstimo deste livro, já há muito tempo que não lia um livro que me conseguisse comover tanto como este, é verdadeiramente encantador.

A escrita? É simples, fluída, cativante e envolvente. 

O enredo? O livro é divido por quatro partes e em cada uma das partes permite-nos acompanhar a evolução três gerações. São três as personagens que narram grande maioria da acção, primeiro Mary, depois Percy e por fim Rachel. É um livro profundo, tocante, comovente, que deixa os mais sensíveis com uma lágrima ao canto do olho. É uma história de amizade pura, de paixão, de amor, de sacrifício  de perdão, de inveja, de vingança e com muitos segredos e maldições à mistura. Adorei a narrativa de Mary e Percy, as suas histórias e como elas se entrelaçam. A parte de Rachel para mim é a mais fraca e menos tocante mas não deixa de ter o charme lançado pelos homens da família Warwick. As descrições do passado são soberbas, situalizando bem a acção, focando os pontos da história universal de uma forma subtil e sem ser maçadora.  

As personagens? Adorei cada uma delas, especialmente os homens da família Warwick, Percy e Matt são aquelas personagens masculinas que não deixam nenhum leitor indiferente ao seu encanto. Mary, ao contrario de muitas mulheres da época é uma mulher de armas, que sabe o que quer e que luta afincadamente por aquilo que acredita. Percy não é só charmoso, bonito e forte, é uma personagem bastante cativante, paciente, honrado, inteligente e apaixonado. Apesar de a história de amor entre Percy e Mary ter um gosto agridoce, não deixa de ser verdadeiramente apaixonante e mostrar que os erros do passado influenciam as acções do futuro. Rachel é a suposta herdeira de Mary, uma mulher moderna e inteligente. Matt é neto do avô, partilha a mesma paixão, a mesma força interior e a mesma vontade de alcançar o coração da pessoa amada.

Conclusão? Li-o emprestado mas quero-o na minha estante para voltar a reler! É um romance intenso, profundo, tocante, com uma narrativa e personagens cativantes. Para mim uma das melhores leituras deste ano, completamente arrebatador!

4 comentários:

  1. Olá :)

    Deixei-vos um selo em http://paginas-encadernadas.blogspot.pt/2013/04/selo-liebster-award-e-versatile-blogger.html

    Beijos*

    ResponderEliminar